TESTEMUNHOS

SOBRE O QUE DEUS JÁ FEZ EM NÓS!
  • Entrei na igreja com 11 anos, em 2011, e logo me enturmei com o grupo de adolescentes liderados pelo Celso e a Regina. Fiquei com essa turma até 2017. Neste período, me batizei, cresci espiritualmente, fiz boas amizades, me interessei pela música, entrei para o louvor da igreja e fazia aula de violão e guitarra na escola de música da igreja. Aprendi a me dedicar às coisas do Senhor e a amá-las.  Assim meu caráter cristão ia sendo formado e então entrei pro grupo de jovens, do qual faço parte ainda hoje.

    Neste grupo, as atividades na igreja só aumentavam e me vi cada vez mais inserido nas coisas do Senhor. Minhas primeiras e fortes experiências espirituais foram vividas nesse grupo. Louvo muito a Deus por não ter me perdido durante a adolescência e a juventude e por ter me mantido firme em seu caminho. No grupo de jovens conheci a mulher que hoje é minha noiva e vamos nos casar em 36 dias. Neste mesmo grupo fiz amizades que vou levar pra toda vida.

    A igreja é o lugar que coloco em prática um dos dons que Deus me deu que é levar a palavra dEle ao coração dos irmãos através da música, o que é algo que amo fazer. De forma geral, considero a IBCA minha segunda casa. As importantes fases da minha vida, minhas grandes decisões e as experiências que tive até hoje foram vividas nessa igreja.

    Através da vida dos irmãos e do Pr. Jesus Aparecido, tive uma enorme influência para decidir, agir, seguir o caminho certo. Grande parte de quem sou hoje, deve-se à minha vivência dentro dessa amada igreja e o que considero mais importante disso tudo é ter aprendido a amá-la, desde pequeno.

    Victor Rangel da Cunha
    Nascido em Goiânia (GO)
  • Comecei a frequentar os cultos da IBCA em janeiro de 2000. Havia recém-chegado do campo missionário e meus primeiros anos na igreja foram de restauração física, emocional e espiritual. Nos anos que se seguiram, comecei a me preparar com o objetivo de retornar ao campo missionário. Enquanto aguardava direção de Deus para retornar ao campo missionário, me entreguei ao trabalho de evangelismo e discipulado e a um envolvimento maior com os trabalhos da Igreja, principalmente na liderança de Pequeno Grupo (PG).

    Há aproximadamente sete anos, comecei a trabalhar no bairro Jardim Primavera, na periferia de Anápolis. Diante disso, três vezes por semana eu caminhava pelo bairro orando e procurando fazer contato com algumas mulheres, com o objetivo de oferecer-lhes um estudo bíblico. Ao longo desses anos, muitas pessoas desistiram, mas o Senhor sempre me colocava em contato com outras pessoas e eu prosseguia ensinando a palavra. Muitas vezes desanimei, mas o Senhor sempre me dava uma palavra de ânimo, para eu continuar ensinando.

    A partir desses contatos, passados cerca de três anos, iniciamos um trabalho específico com crianças. Em fevereiro de 2019, formamos um Pequeno Grupo (PG). Atualmente, somos uma equipe de quatro pessoas envolvidas nesse trabalho. Ao mesmo tempo em que ensinamos a Palavra, anunciamos o evangelho e prestamos assistência, dentro das possibilidades, a várias famílias carentes do Jardim Primavera e bairros vizinhos. Minha visão é que no futuro tenhamos uma congregação no bairro Jardim Primavera.

    Missionária Eclenir da Silva
    Nascida em Mantenópolis (ES)
  • Nasci e fui criado nesta igreja. Participei de forma ativa em todas as atividades da igreja desde pequeno. Lembro dos cultinhos infantis que eram feitos no templo nos domingos à noite, com histórias bíblicas contadas por fantoches, brindes e gincanas. Eu não faltava nenhuma EBF e a presença da minha mãe e algumas pessoas da família nesses eventos era bem ativa e isso era empolgante.

    Já na fase da minha adolescência, criamos o “ABA” (Associação Batista de Adolescente). Nosso grupo de adolescentes era aproximadamente 15 a 20 pessoas. Passávamos boa parte dos nossos finais de semana juntos, em eventos na igreja, jogando vôlei ou futebol. A Irmã Edinizía foi peça fundamental nesse tempo, pois todos éramos envolvidos nesse processo e estamos firmes no caminho do Senhor até hoje.

    Logo veio a nossa mocidade, com a liderança da Zeny e depois do Luiz Felipe. Foram praticamente 08 anos de cultos, acampamentos, vigílias e evangelismos. Tiverams alguns eventos que jamais pensei que faria parte, como por exemplo o “Embarque”, no aeroporto de Anápolis com vários ministérios de louvor. Em uma outra oportunidade, trouxemos a cantora Gabriela Rocha para cantar no nosso culto de sábado.

    Teve alguns acampamentos na região dos Kalungas que me marcaram muito. Chego a dizer que, apesar de toda a infância e adolescência na igreja, estes acampamentos fizeram parte fundamental na minha conversão.

    Participei de tudo de forma ativa. Ajudava na montagem de som, carregava compras dos eventos, dirigia a kombi da igreja, montava e desmontava palcos, andávamos na carroceria de caminhão na estrada de chão porque o ônibus não chegava ao local e fizemos longas caminhadas para alcançar os povos distantes daquela região.

    Também fui sonoplasta da igreja por uns 5 anos e isso eu lembro com alegria, pois esses tempos na casa do Senhor me afastou de muita coisa do mundo moderno, sou grato a Deus por isso.

    Depois, veio o casamento e o afastamento de tantas atividades foi natural, mas continuamos presentes em algum departamento, como diretoria de jovens e de casais. Mais recentemente, assumimos o departamento de adolescentes e fomos líderes por dois anos. Pude colocar em prática tudo que vivi e senti um amor pelos “meus meninos” de uma forma inexplicável.

    Carrego amizades que perduram até hoje. Como diz a palavra do Senhor, alguns amigos mais chegados que irmãos. Há pelo menos 04 anos atuo como conselheiro fiscal da igreja e não abri mão de estar envolvido em alguma atividade da igreja, pois sei que ela é o melhor lugar para mim.

    Gabriel Chaves Ananias
    Nascido em Anápolis (GO)
  • Tenho 40 anos, sou fisioterapeuta, especialista em lesões ortopédicas e desportivas, casado com a Carla Massabki Araújo e pai de Juliana Massabki Araújo e Lucca Massabki Araújo. Nasci m 1981 e fui apresentado na Igreja Batista Central de Anápolis pelo pastor Isaías Lobão. Passei minha infância nas salinhas da IBCA e minha mãe, Raquel Silveira Araújo, empenhou-se bastante para que eu e minhas irmãs participássemos de todos os eventos da igreja.

    Na minha adolescência, apesar de estar na igreja, me envolvi com coisas mundanas, mas Deus, quando eu tinha 14 anos, em um culto de domingo, fez com que eu entendesse de forma clara o plano de salvação e redenção de Jesus Cristo. Neste mesmo ano tive o privilégio de ser batizado pelo grande amigo e meu pastor Jesus Aparecido e me envolvi com as atividades no departamento dos adolescentes e mocidade.

    Em 2000, fui aprovado em fisioterapia pela UNIUBE, em Uberaba/MG. Minha mãe e o pastor Jesus me orientaram para encontrar, frequentar e me tornar membro de alguma igreja. Deus reservava ali um encontro com a minha futura esposa. Nos conhecemos e iniciamos o namoro em novembro e em dezembro Deus abriu uma porta de transferência para a Universidade Estadual de Goiás (ESEFEGO – GOIÂNIA/GO), realmente foi um grande milagre, pois as condições financeiras não eram as melhores e conseguir uma transferência de uma faculdade particular para uma pública, só por um mover do Senhor.

    Em 2005 me formei e nesta época fazia atendimentos domiciliares e fui muito abençoado pelos irmãos da igreja. Em 2007, Carla e eu nos casamos. Nossa frase eternizada é: “O Senhor tem nos carregado no colo.”

    Em 2008 conheci o renomado fisioterapeuta do esporte Dr. André Camargo Ziviani, proprietário da Clínica de Fisioterapia – FISIO ATHLETIC CENTER, onde nos aproximamos e Deus me deu a condição de nos tornarmos sócios e o privilégio de pregar o evangelho e alcançar a vida do André e sua família. Em 2010, Deus nos presentou com nossa primogênita Juliana e em 2014 com nosso caçula Lucca. Atualmente sou proprietário da clínica FISIO ATHLETIC CENTER e fisioterapeuta da equipe de futebol GRÊMIO ESPORTIVO ANÁPOLIS.

    Como podem observar, a IBCA sempre participou de forma ativa da minha vida e da minha família, somos eternamente gratos à Deus por fazermos parte da família IBCA. Atualmente somos líderes do PG de sábado Cidade Jardim e tem sido para nós um privilégio servir ao Senhor nessa comunidade. Como disse durante o testemunho, repito: O Senhor continua nos carregando no colo.

    José Silvério Araújo Filho
    Nascido em Anápolis (GO)
  • Nasci em uma família cristã e tive a sorte de participar da IBCA desde pequeno. Muitos pensam que não existem desafios para aqueles que já nascem cristãos, pois os ensinamentos são dados aos menores, e a eles, basta segui-los.

    Esse pensamento é equivocado, pois todo cristão deve saber o motivo de sua fé. Para os não-cristãos que vêm para igreja, esse conhecimento, normalmente, vem junto com a conversão. Para mim, o processo de pensar sobre e tentar conhecer o porquê da minha fé foi muito facilitado pela estrutura da minha igreja. Marquei uma reunião com o pastor e derramei diversas perguntas que foram prontamente respondidas.

    A vida com Jesus é uma jornada de fé e autoconhecimento, de servidão e de entrega, e eu sou grato que a minha igreja me ajudou no começo dessa jornada, espero descobrir muito mais durante o caminho.

    Arthur Braga
    Nascido em Anápolis (GO)
  • Sou Edinizia Maria Naves, cheguei a Igreja Batista Central de Anápolis, em 1979, com 13 anos de idade. Foi na IBCA que eu tive a melhor e maior oportunidade da minha vida, conhecer a CRISTO. Através da igreja, tive um excelente discipulado, na época era pastoreada pelo Pr Isaias Lobão, em seguida pelo Pr João Neres Pereira. Desde então comecei a participar da E.B.D e nossa professora, a saudosa irmã Maria Meireles, logo me colocou para lhe auxiliar nos trabalhos da igreja. Esse tempo de discipulado fez toda diferença em minha caminhada cristã até hoje.

    A IBCA sempre foi uma igreja muito amorosa. Lembro-me bem que quando chegamos na igreja, eu, minha mãe e mais 5 (cinco) irmãos menores, em uma situação superdifícil, na época meu pai havia nos abandonado e a única coisa que minha mãe tinha era eu e meus 5 irmãos. Faltava tudo em casa e a igreja nos acolheu, arrumou emprego para minha mãe e nos sustentou com cestas básicas por um bom tempo.

    Na IBCA, conheci meu esposo, Roberto Naves, criei meus dois filhos, Lorrayne Déborah e Eurípedes Naves Neto. Hoje, a família cresceu, com meu genro Fernando Barretos e os netos Davi e Lucas.

    A IBCA, sempre foi uma igreja ativa, com muitos trabalhos. Uma igreja que sempre deu oportunidade para que seus membros pudessem ser úteis na Seara do Mestre e eu me encantei com trabalhos da igreja, fui sempre ativa em tudo, fiz parte de vários departamentos, sempre cooperando com o Reino de Deus.

    Na minha adolescência e juventude, foi um período muito bom, uma turma pequena mais muito saudável e abençoada, bastante palavra, muita oração, congressos, intercâmbios, teatros, evangelismos, retiros espirituais e outros.

    Quero citar um departamento que foi e é marcante em minha vida, o DEPAM. Fui líder do DEPAM por 9 anos ininterruptos e mais uns 12 anos como vice-líder. Missões sempre foram uma paixão em minha vida, sou extremamente grata por esse período em que pude contribuir para a consolidação do DEPAM na IBCA.

    Missões sempre foram presente na minha jornada Cristã. Missões é amar as almas perdidas.

    São 42 anos de vida na IBCA e posso dizer que 80% desse período, foi literalmente envolvida nas atividades da igreja. Me alegro muito em saber que ela não mudou sua essência. A Bíblia sempre foi sua regra de fé, e todos os seus líderes até hoje mantiveram a palavra sempre fiel e verdadeira, rogo a Deus que assim permaneça até a volta de CRISTO.

    Tenho uma imensa gratidão a IBCA por me permitir fazer parte da Noiva de SENHOR neste local, pois toda minha história de vida, fé, lutas e vitórias estão vinculadas a ela.

    Sou e sempre serei IBCA!

    Obrigada!

    Edinizia Naves
    Goiás